Turismo de experiência em Itacaré

Cacau é o fruto de ouro

saga do Cacau no sul da Bahia começou em meados do século XVIII e é marcada por lutas, extravagâncias, lendas, coronelismo e declínio. Graças à Bahia, o Brasil ocupou o posto de maior produtor mundial até meados da década de 1920 – época em que os poderosos coronéis não mediam esforços e nem violência para expandir seus negócios.

Parte dessa história pode ser revivida em Itacaré num roteiro que compõe o chamado turismo de experiência – viagens para aprender algo novo, no caso, uma visita a uma fazenda de cacau conhecendo o legado cultural desse fruto e  a fabricação do seu produto mais cobiçado, o chocolate, obtido da moagem dos caroços secos em processo industrial ou caseiro.

Duas fazendas recebem visitantes, a bela Vila Rosa e a Santa Ana. Você pode agendar diretamente seu passeio, mas vale contratar uma agência local para viver essa experiência com pessoas que conhecem e valorizam a região. Saindo de Itacaré, a travessia pelo Rio de Contas é um dos prazeres do roteiro.

 

Corte para colheita do cacau
Crédito: Divulgação
Corte para colheita do cacau

Na roça, dá para passear entre os cacaueiros, acompanhar a colheita, o processo de fermentação e a secagem nas barcaças, tudo feito de forma manual. Uma pausa para experimentar o mel de cacau e é hora de aprender como se faz o chocolate caseiro e, claro, fazer uma degustação.

O processo é simples, mas trabalhoso. Os grãos secos são moídos, os ingredientes, como o açúcar, adicionados e a massa formada vai ao fogo até chegar a consistência rústica e deliciosa do chocolate caseiro 100% natural. É só provar e aprovar! Nas lojinhas das fazendas dá para comprar de vários tipos. Ah! Vale conhecer as casas de fazenda, lindas, majestosas, cheias de móveis antigos para completar seu passeio.

 

Agências sugeridas:

@conexãoitacaré

@turismoitacarécom

Fazendas:

Santa Ana:  73 3613-4908  www.fazendasantana.com.br

Vila Rosa:  (73) 99911-1930  www.vilarosaitacare.com.br

Compartilhe esta publicação: